Férias na Ilha do Mel

Este final de ano foi uma loucura! E digo no bom sentido. Depois de 13 anos juntos, finalmente decidimos viajar para tirar férias! Não na correria de sempre de um bate e volta pra pegar um show, mas dessa vez escolhemos um destino bem zen. Desta vez fomos pra Ilha do Mel, no litoral do Paraná.

Pra chegar lá pegamos um voo até Curitiba, de lá pegamos o bus da Graciosa para Pontal do Sul na rodoviária de Curitiba que custou em torno de 35R$ por trecho. O bom é que esse ônibus já te deixa no trapiche para a próxima parte da jornada. De 1 em 1 hora, sai de Pontal do Sul um barco rumo a Ilha do Mel.

Na ilha nos hospedamos numa pousada na praia de encantadas, que fica a menos de 5 minutos de caminhada do trapiche. Existe a possibilidade de acampar na ilha também e que por sinal, é a forma que a maioria mais usa pra ficar por lá.

Como bons aventureiros, fomos a basicamente todos os pontos turísticos possíveis e deixo aqui a minhas dicas.

Gruta de encantadas

 

Acho que foi um dos lugares em que mais ficamos. A gruta fica em encantadas e é super fácil de chegar se você estiver hospedado nessa região. À noite é possível observar planctons bioluminescentes. Infelizmente sou medrosa e eu estava num “fear of the dark” total então não ficamos por lá para ver o espetáculo da natureza.

Farol das conchas 🐚

Para chegar ao farol, tivemos que passar pelo morro do sabão (como o nome mesmo diz, não é muito seguro atravessar o morro em dias de chuva) e “escalar” uns rochedos. O farol fica em Brasília e é necessário subir uma mega escadaria pra chegar lá, mas a vista é tão linda que acaba valendo a pena.

Da série *cansei de não saio mais daqui*

Fortaleza Nossa Senhora dos Prazeres

 

Como se já não fosse cansativo o suficiente, decidimos ir ao forte depois do farol. Ele fica há uns 5 km do farol, instalado no morro da baleia e você chega a ele caminhando pela praia. Juro que esses 5 km em areia fofa parecem 20 km. Acho que demoramos mais ou menos 1 hora e meia pra chegar. Já aviso, o caminho é totalmente deserto fora da temporada.

IMG_1371

Chegando lá, tivemos acesso ao interior do forte, com os seus canhões e estruturas projetadas para proteger a ilha e a baia de Paranaguá. Também há uma biblioteca lá.

Pros que aguentaram a caminhada, ainda podem encarar mais uma trilha que leva a um mirante de onde você pode ter uma vista panorâmica da ilha.

Lazer

Obviamente não ficariamos o tempo todo na pousada, então à noite sempre saíamos pra comer algo e tomar uma beer nos bares e restaurantes de encantadas. Um dos meus locais favoritos foi o Shams, um barzinho que serve pratos árabes (apesar de eu não ter pedido nada da culinária árabe). Recomendo o bolinho de siri que é maravilhoso!

Aviso importante: se decidirem ir na baixa temporada, preparem-se pra dar de cara com tudo fechado 😭.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s