Song of the week – Ben L’oncle Soul #BEDO

Ben_L_oncle_Soul-Ben_L_oncle_Soul-Frontal.jpg

Nada mais justo que um som francês durante a minha viagem à França. Pra isso, escolhi o Ben L’Oncle Soul pra preencher o espacinho semanal de músicas que eu gosto. O Benjamin Duterde ganhou fama após lançar o seu cover de Seven Nation Army do White Stripes que por sinal achei bem melhor que a versão original.

O estilo de Ben L’Oncle Soul é o soul dos anos 60 com uma pegada à la Stevie Wonder. Devido ao seu jeito de vestir, inpirado nos look do soul americano dos anos 60 e a combinação com a gravata borboleta do seu avô, ele acabou sendo conhecido como Ben L’Oncle, que significa “Tio Ben”.



Esse último vídeo é meio longo, mas garanto que vai valer a pena se você gosta de soul.

Este post faz parte do #BEDO (Blog Every Day October) do QG dos Blogueiros.

 

Café com Teatro

Um evento que já faz parte do circuito cultural de Foz é o Café com Teatro. Organizado pelo pessoal da Casa do Teatro, o evento acontece aos domingos (geralmente rola 1 vez a cada 2 meses) e conta com diversas apresentação musicais, de teatro, dança e lojinhas vendendo coisinhas fofas (a maioria de produção local).

Ontem rolou mais uma edição do Café com Teatro no Teatro Barracão e fui lá curtir um pouco. Pude pegar a apresentação do Maracatu Alvorada Nova. Acho sensacional a apresentação deles, tão cheio de energia! O ensaio é aberto a todos que quiserem participar, então se você é de Foz, entra na fanpage deles pra mais infos.

A parte triste de ontem é que o Maracatu  se apresentou no mesmo horário que o pessoal do Mad Old Rockers, uma banda de Hard/Metal de um amigo meu, então dividi meu tempo nas 2 apresentações.

Infelizmente eu não estava com minha câmera então só pude fazer fotos com meu celular, mas acho que dá pra ter uma noção de como foi.

E um super parabéns pro Yuri e pro Juliano pelo níver de 1 aninho do Coelho Jujuba, a marca mais colorida e alegre de Foz 😀

coelho jujuba.jpg

Fico devendo uma foto melhor

Ah! Vale falar que também é um evento ótimo pros vegetarianos/veganos. Lá sempre tem um monte de barraquinhas de gostosuras veg, como as esfihas e kibes veg do 7 temperos.

 

Song of the week – Muse

muse head.jpg

Lembro como se fosse ontem, enquanto eu arrumava as malas pra viajar pra SP pra ir pro Lollapalooza, vejo uma noticia de que o Muse havia cancelado o pocket show deles por motivo de doença. Juro que meu coração gelou! Já tava pensando que não ia rolar o show no Lolla também. No dia seguinte, viajamos e fomos pro Lolla, até então não tinham anunciado mais nada em relação ao cancelamento, ou sobre o show que deveria rolar em horas no palco principal. Para o meu alívio, as 9 da noite começaram os preparativos. Fomos para o palco principal esperar a atração da noite. E finalmente entraram! O show foi lindo tirando o fato do Matt Bellamy estar quase sem voz.

Muse é uma banda britânica que se destacou por fazer algo fora do convencional. No inicio da carreira, participaram de um concurso de bandas, e basicamente tocaram o foda-se porque tinham certeza que não ganhariam. E adivinhem? Foram o destaque da noite e ganharam o prêmio.

Se eu me lembro direito, foi graças ao Muse que eu decidi que queria tocar baixo. Até hoje contribuo sofrendo pra tirar as músicas, já que a maioria é super elaborada no baixo, o Rocksmith não me ajuda e eu continuo sendo noob.

A próxima é a que acho mais Pop de todos, chega até a ter uma pegada meio Justin Timberlake.

 

 

Song of the week – Sia

sia

Talvez foi pela empolgação com o fato que a Sia tá cotada como uma das atrações do Lollapalooza 2017, mas passei basicamente a semana ouvindo o som dela, e convenhamos, as músicas da Sia tem a capacidade de ser chiclete! rs

A cantora australiana já compôs pra inúmeras artistas como Rihanna (Diamonds, que por sinal ela escreveu em 14 minutos!), Beyonce, Katy Perry, J-Lo e vários outros.

Decidi seguir um novo formato e postar o vídeo de tudo.


Ah, e um fato curioso pra quem não sabe, o motivo das perucas loucas e dela sempre esconder o rosto é o fato de que ela acreditava não ser bonita o suficiente pros padrões da música pop, portanto escondendo o rosto ela driblava esse “problema” e criava um certo mistério. Se vocês ainda não viram o Carpool Karaoke da Sia no programa The Late Late Show de James Corden, dêem uma olhada neste vídeo.

Song of the week: The Killers

Pra esta semana, escolhi um antigo caso de amor: The Killers. Acho que foi ao som deles que aprendi a ser eclética (antes disso só ouvia Hard Rock e Metal).

killers

Acho que a primeira música deles que me fiscou, assim como a maioria, foi a Mr. Brightside. No caso deles, fica difícil escolher um favorito, já que são tantos. Além de ser um ícone na música, não posso deixar de mencionar que o vocalista Brandon Flowers (na minha humilde opinião) é um dos caras mais estilosos do meio musical.

Tive que postar o Spaceman aqui porque combina com meu estado de espírito, e além do mais, me diz, o que é essa roupa dele??? s2

Outras músicas que vale a pena ouvir (reparem que a lista ta bem maior que o normal)

Song of the week – New Radicals

New-Radicals-You-Get-What-You-Give.jpg

O #songoftheweek desta vez nos leva de volta aos anos 90. O New Radicals era uma banda de rock alternativo que estourou em todo cenário musical com os hits “You only get what you give” e “Someday you’ll know“. Infelizmente, cansados do estresse de fazer turnê,  Gregg Alexander, o vocalista e frontman da banda, encerrou as atividades do New Radicals e se dedicou a compôr e produzir para outras bandas.

Confira outras músicas qu não chegaram a ser hits , mas que valem a pena